A importância do aperto de mãos

por Adelmo Freire

Um novo ano se inicia e, como sempre, temos o hábito de pensar em novas realizações, novos hábitos e novas posturas para serem cumpridas, mas talvez você nunca tenha pensado em mudar alguma coisa em sua comunicação interpessoal, estou correto? Caso você tenha respondido sim, que tal provocar uma reflexão sobre como anda sua postura quando se trata do aperto de mãos?

Uma curiosidade sobre esse hábito tão corriqueiro em nosso dia a dia. Antigamente, o aperto de mãos era uma forma de mostrar a uma pessoa estranha que você não tinha armas. Nos dias atuais, um aperto de mãos firme e amigável continua sendo essencial no mundo dos negócios e, principalmente, para quem procura emprego.

Para ter uma ideia dessa importância, tive acesso a um estudo de pesquisadores da Universidade de Illinois que analisou a ressonância magnética da atividade cerebral de 18 pessoas voluntárias que assistiram e avaliaram vídeos de interações em um ambiente corporativo. Eles verificaram o surgimento de uma resposta cerebral positiva de “avaliação social” quando os voluntários viam as pessoas apertarem as mãos.

É importante entender que a maioria das pessoas desenvolve uma capacidade de avaliação de quem você é simplesmente quando ocorre o ato do aperto de mãos. Ele é muito adequado quando você está sendo apresentado, quando recebe alguém ou quando encontra uma pessoa que conhece.

Muitas pessoas já me perguntaram: qual é a pressão adequada? Fique sabendo que a pressão do seu cumprimento com certeza irá falar muito a seu respeito. No caso daquele aperto de mãos frouxo, sugere automaticamente a hesitação ou falsidade, enquanto o “quebra-osso” insinua uma pessoa muito entusiasmada, podendo ser dominadora, para não dizer dolorosa. O mais indicado é uma força média e firme, que transmita confiança e competência.

O aperto com as duas mãos, que envolve cobrir o lado de fora da mão de quem você está cumprimentando com sua mão livre, apesar de expressar certa afetividade, pode, ao mesmo tempo, se tornar fingido ou não sincero. É preciso certo cuidado, pois algumas pessoas podem achar íntimo demais, principalmente em um ambiente corporativo.

E quando ocorre a chamada mão recusada, o que isso significa? Quando você estende a mão para uma pessoa que não retribui o gesto, simplesmente a retira e continua com o cumprimento. A menos que haja uma circunstância inesperada, sua atitude foi correta e a da outra pessoa, não.

E nunca se esqueça: um aperto de mãos dura em torno de três segundos, enquanto estão em contato, fazendo o movimento de apertar uma ou duas vezes, e depois se soltam, mesmo que o diálogo continue. Sempre mantenha o sorriso durante o aperto de mãos, pois com certeza tornará você muito simpático e educado.

Fonte: http://revistavarejosa.com.br/a-importancia-do-aperto-de-maos/