Boa parte dos consumidores inadimplentes pretende utilizar o 13º para quitar dívidas

por Varejo SA

Com a chegada do fim de ano, chega também o esperado 13º, que representa um significativo reforço financeiro no bolso do brasileiro. Com esse estímulo, a expectativa é que a maioria dos consumidores utilize parte do valor em compras de presentes de Natal, alavancando as vendas e os lucros do comércio.

Por outro lado, boa parcela dos consumidores não pretende gastá-lo. Segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 35% dos inadimplentes pretendem quitar dívidas em atraso e organizar sua vida financeira, preparando-se para os gastos que costumam aparecer todo início de ano, como IPVA, IPTU, matrículas, entre outros.

Soluções para receber com mais facilidade

Essa é uma boa oportunidade para empresários potencializarem suas ações de cobrança e aumentarem suas chances de receber. “O SPC Brasil é reconhecido pela credibilidade e eficiência na negativação, oferecendo soluções que recuperam uma quantidade significativa de débitos em pouco tempo”, afirma Nival Martins, superintendente de Produtos do SPC Brasil.

Entre as soluções oferecidas para otimizar processos de cobrança e torná-los mais estratégicos, está o efeito carta, que recupera quase 40% das dívidas em até 15 dias após o envio da carta com aviso de notificação comunicando a inclusão do CPF ou CNPJ no banco de dados do SPC Brasil. Assim, se o consumidor não honrar o pagamento de suas parcelas e não quitar seu débito, seu nome será negativado.

Mas há ainda outras opções para otimizar processos que têm como objetivo a recuperação de débitos, como o SPC Collection Score, que classifica de 1 a 1.000 pontos a probabilidade de o cliente pagar o que está em atraso; assim, quanto maior for sua pontuação, mais chances o cliente terá de pagar a dívida. A partir desse índice, a cobrança pode ser feita por meio de carta-campanha, uma espécie de mala direta que possibilita oferecer propostas promocionais para que o cliente saia da inadimplência.

Se a ideia é facilitar processos de cobrança e negociação, as alternativas não param por aí. É possível também utilizar o comunicado com boleto, solução que permite a flexibilização do pagamento em até dez vezes, ou, ainda, fazer uso de outros canais de cobrança oferecidos, como o SPC Message, ferramenta de disparo de SMS que pode ajudar em processos de cobrança. Além disso, o SPC Brasil possui uma solução chamada Negociar Dívida On-Line, que facilita a negociação entre consumidores e empresas, utilizando a conveniência da internet para ajudar pessoas a recuperar crédito no mercado.

Seja qual for a forma de cobrança escolhida, vale a pena aproveitar as oportunidades que surgem nesse período para a renegociação de dívidas, propondo soluções e condições de pagamento realistas ao cliente para terminar o ano com boas perspectivas para o seguinte, tanto para o empresário quanto para o consumidor.

Para ter acesso a essas soluções, é preciso se associar ao Sistema CNDL por meio de alguma entidade, como as Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) ou demais representações locais. Para se associar a CDL Franca, entre em contato no TELEFONE (16) 3711 – 6300.

Fonte: http://revistavarejosa.com.br/boa-parte-dos-consumidores-inadimplentes-pretende-utilizar-o-13o-para-quitar-dividas/